Equipe de Suporte do Departamento de Informática
Rio, 20/9/2017.
Parâmetro Inválido
Novidades

Seguranca na Internet

Dicas de Segurança

A maior parte dos casos dos ataques bem sucedidos na Internet acontece, de uma forma ou de outra, com a colaboração da vítima. E, por incrível que pareça, os ataques mais simples acabam sendo os mais bem sucedidos.

Por exemplo, muitos ataques simples começam com o envio de um e-mail. O craker se disfarça de alguém conhecido ou de um anunciante qualquer para convencer a vítima a fornecer informações pessoais ou a abrir o anexo da mensagem.

As pessoas, de modo geral, precisam se conscientizar de que nenhum provedor de serviço da Internet envia mensagem para seus clientes para solicitar informações sobre endereço de e-mail, senha pessoal, número de agência e conta bancária, código de segurança de acesso, etc. Responder uma mensagem é o mesmo que abrir as portas que protegem as informações pessoais.

Outro ponto importante é nunca abrir um anexo sem ter certeza absoluta da origem da mensagem. Por exemplo, ao serem abertos, os anexos podem instalar programas maliciosos no computador da vítima que visam a obter informações a partir da leitura de todo o conteúdo do disco interno ou do registro das teclas pressionadas no teclado.

Praticamente todos os provedores de serviço oferecem formas para aumentar a segurança das informações. Cabe a cada um dos interessados dedicar um pouco de tempo para fazer a leitura das dicas de segurança particulares de cada provedor.

Como forma de prevenção no âmbito geral da segurança da informação, os seguintes pontos devem ser observados:

1. Cadastre boas senhas. Grande parte dos ataques visa à descoberta da senha da vítima. Senhas ruins, baseadas apenas em números ou palavras de dicionário são facilmente descobertas por programas especializados em quebrar senhas. Dica: Escolha o nome da pessoa que você gosta ou da sua música preferida e utilize as letras iniciais ou finais de cada palavra do nome, intercalando entre maiúsculas e minúsculas, juntando alguns números e símbolos, para formar a senha pessoal.

2. Nunca forneça informações pessoais por e-mail. Nenhum prestador de serviço solicita informações pessoais sobre endereço de e-mail, senha de acesso, número de agência e conta bancária e código de segurança de acesso através de mensagem de correio eletrônico.

3. Mantenha o programa de antivírus atualizado. O programa de antivírus reconhece apenas as pragas listadas na sua base de informações. Essa base deve ser periodicamente atualizada junto ao fabricante do software.

4. Mantenha o sistema operacional e todos os aplicativos atualizados. Os fabricantes de software periodicamente publicam correções de segurança para os seus aplicativos. Um software desatualizado é um software vulnerável a ataques.

5. Nunca utilize programa pirata. Esse tipo de programa adultera a forma original do programa desejado para oferecer um benefício em troca da instalação de códigos maliciosos no computador da vítima.

6. Cuidado com os programas baixados da Internet. Muitos programas ditos gratuitos também embutem código malicioso, ou seja, um presente de grego, os chamados cavalos de tróia. Verifique a existência de pragas escondidas com o antivírus.

7. Cuidado com o conteúdo publicado na Internet. O conteúdo digital é facilmente copiado e redistribuído, mesmo se apenas aparecer na tela do computador. Depois de redistribuído é praticamente impossível eliminar a sua existência na Internet. O processo de redistribuição de cópias é simples e extremamente rápido.

Anderson Oliveira da Silva

Professor Adjunto/Consultor Técnico

Departamento de Informática

PUC-Rio


Avisos Importantes | Utilitários | Mapa do Site | Downloads | Suporte Online | Webmail Pós-Graduação | Webmail Graduação


© Copyright 2013 Departamento de Informática PUC-Rio - Todos os direitos reservados